• Clara Padilha

Os dentes dos praticantes de Crossfit® estão envelhecendo mais rápido: os "influencers" contribuem?

Autor: Alan G Nascimento

Pós-graduando em Odontologia do Esporte

Pós-graduando em Ortodontia

Membro Aspirante da Academia Brasileira de Odontologia do Esporte

Nos últimos anos, o Crossfit® se tornou uma febre mundial e no Brasil não seria diferente. Se você não for um apaixonado pela modalidade, com certeza tem um amigo praticante ou ao menos segue algum no Instagram. E você só tem realmente certeza disso porque já viu alguma foto dos treinos desses amantes do esporte.



E é fácil reconhecer quem treina: geralmente praticantes tem orgulho das suas canelas roxas, derivado das marcas de Box Jump (pulo na caixa) e dos calos nas mãos decorrentes de Pull-ups (puxada na barra), também é comum encontrarmos pessoas praticando levantamento olímpico com uma vassoura ou outro objeto doméstico. Além disso, falam e pensam em acrônimos: “Amanhã teremos no WOD um AMRAP e um METCON, com OHS, HSPU e GHD” e quem não está habituado, se perde em questão de segundos.


METCON: Metabolic Conditioning

WOD: Workout of Day;

AMRAP: As Many Reps As Possible

OHS: Over Head Squat

HSPU: Hand Stand Push Up

GHD: Glute Ham Developer


Entretanto, apostar num estilo de vida fitness, que exige mudanças de hábitos sem orientações de um profissional pode não ser uma boa escolha e tornar bastante perigoso.


Esbanjando vitalidade e ostentando milhares de seguidores, os chamados influenciadores digitais também aproveitam a visibilidade das redes para mostrar suas rotinas de treinos físicos e dietas que chamam a atenção de qualquer pessoa, porém se inspirar no estilo de vida de pessoas famosas nas redes sociais como os digitals influencers, nem sempre pode dar certo, tendo em vista que a maioria destes não são profissionais da área da saúde, e, por vezes, passam apenas as suas experiências pessoais de treinos e dicas de alimentação, o que pode ser um fator de risco para praticantes de primeira viagem empolgados por um suposto corpo perfeito e qualidade de vida.  


De acordo com estudo conduzido pelo Pew Research Center entre março e abril de 2018, o Youtube é a rede social mais utilizada pelos jovens americanos. Cerca de 85% dos adolescentes que participaram da pesquisa disseram usar o site de compartilhamento de vídeos. O Instagram vem em segundo lugar, acompanhado pelo Snapchat.


Em novembro de 2018, uma campanha de Crystal Sparkling, da Coca-Cola Brasil, criou uma estratégia digital com foco no público jovem e contratou 50 influenciadores digitais, dentre eles, Dani Suzuki, Mariana Goldfarb, Shantal Verdelho e Hugo Merchan. a fins de reforçar todas as qualidades intrínsecas da bebida e para ser usada a qualquer hora do dia.


Muitos influenciadores tem adquirido o hábito de tomar água com limão, gelado ou quente, em jejum ou não, passam diversas informações para seus seguidores, prometendo efeitos benéficos à saúde, porém não existe comprovação científica de que a água com limão tenha a função de alcalinizar ou desintoxicar o organismo.


Mas o que isso pode acarretar em nossos dentes?


Pra início de conversa, o limão apresenta um pH ácido e ao entrar em contato com o estômago, que possui um pH mais ácido ainda, não é capaz de reduzir a acidez ou de alcalinizar o sangue. Nenhum alimento consegue alterar o pH do sangue, pois qualquer variação acima ou abaixo da faixa ideal poder ser perigoso para a saúde. E também, não possui a capacidade de eliminar toxinas do corpo, pois os nossos rins e fígado já fazem esse trabalho naturalmente.’


“A água com limão, por ser uma bebida ácida com pH em torno de 2,2 e considerando que nossos dentes ““suportam”” líquidos com pH de até 5,5, faz com que desgaste, corroa e envelheça mais rápido os nossos dentes’’, explica a Professora de Dentística Andrea Tolentino, e ressalta ainda que a saliva demora quase uma hora para combater a acidez da água com limão na sua boca.


Na prática diária, boa parte dos praticantes de Crossfit® sequer buscam orientação de nutricionistas, médicos e cirurgiões-dentistas e por meios de “dicas de instagram” fazem shots de água com limão rotineiramente e que infelizmente, pela massificação da informação, fica difícil combater isso.


Mas podemos amenizar ou atenuar alguns danos na cavidade bucal, em específico os dentes.


Com a vida corrida do dia a dia, os praticantes logo que ingerem a bebida, escovam os dentes imediatamente e correm para fazer suas atividades físicas nos boxes de Crossfit® e isso faz com que essa escovação embora seja um fator secundário, é colaborativa para a corrosão dos dentes, tendo em vista que o grande vilão é a substância ácida. Como a saliva anteriormente explicada, demora 40 minutos a 1 hora para neutralizar o meio bucal, meios atenuantes e práticos a essa corrosão do dia a dia a serem realizados é, após a ingestão da bebida, enxaguar a boca com água por 1 minuto e depois cuspir.


A presença de flúor na água, diminui o meio ácido na boca e ajuda a saliva, em relação ao tempo de tamponamento. Entretanto, vale ressaltar que os movimentos de escovação são circulares e verticais e principalmente, sem o uso de força excessiva.


Por fim, sabemos que a dieta tem papel importante na performance e desempenho no corpo de qualquer praticante de atividades físicas. De um modo geral, dietas do Ocidente sempre foram consideradas ácidas, só que nos últimos anos está havendo uma acidose gradual, devido aos desequilíbrios alimentares, e em especial, aos praticantes de Crossfit®, por terem como hábitos, a ingestão de alto consumo de proteínas e café (valor médio do pH do café: 4,85 a 5,10) e nossos dentes estão sofrendo o impacto disto.


É de suma importância, antes de qualquer início de treinamento ou até mesmo, competição, que o indivíduo consulte um cirurgião-dentista do Esporte a fins de ter uma saúde bucal equilibrada.


Devido à especificidade do esporte, os praticantes de Crossfit® tendem a fazer apertamentos dentários com frequência durante os movimentos funcionais. Associado a isso, a exposição e risco de traumatismos dentários são fatores a serem considerados e cabe ao profissional da área saber as características do esporte e de como preparar o indivíduo, deixando-o apto e seguro para suas atividades.


Podemos concluir que o influenciador digital tem um grande peso e exerce um efeito direto nos estilos de vida das pessoas, principalmente entre os jovens, entretanto, há de se ter um alinhamento do seu trabalho ao campo científico e ao trabalho baseado em evidências sérias e neutras, em prol da evolução da sociedade com comprometimentos éticos e da prática segura de esportes.



ABRUSIO, Mex. O que é WOD? Entenda a linguagem e os termos do Crossfit. WWW.ativo.com/cross-training. 2016


VAN KESSEL, Patrick. 10 facts about Americans and Youtube. www.pewresearch.org, 2019. Acesso em: 21/04/2020


Portal da Propaganda. Nova campanha da Crystal Sparkling conta com ação de 50 influenciadores digitais. portaldapropaganda.com.br, 2018. Acesso em: 11/04/2020;


MARZZOCO, Anitta; BAYARDO, B Torres. Livro Bioquímica Básica, 4ª Edição. Editora

Guanabara Koogan, 30/06/2015;

145 visualizações

Quer ficar por dentro das novidades?

Se cadastra aqui: 

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon

Balneário Camboriú - SC

(47) 9 9158 3050