• Helena Fronza

Como os regulamentos no esporte podem influenciar nos traumatismos orofaciais?

Os regulamentos dentro de uma modalidade esportiva conferem a lei máxima do funcionamento da atividade dentro de um campeonato ou prática. E a necessidade de o dentista do esporte saber disso é que a criação de regras dentro de uma prática tem reflexões diretas na incidência de traumatismos orofaciais.


Além disso, a alteração/criação de regras nos esportes tem implicações coletivas e extensas sobre o evento traumático. Comparativamente, se assemelha à fluoretação na água como medida de prevenção. São medidas com efeitos em grande escala, que trazem repercussões além da prática clínica individual.


E, com o surgimento da especialidade da odontologia do esporte, veio a capacitação de um profissional para conhecer os regulamentos das diferentes modalidades e principalmente para fazer parte de órgãos deliberativos nessa área.



Quais são as formas em que a literatura relata que o regulamento pode ter efeitos sobre o trauma orofacial?


OBRIGATORIEDADE DO USO DE EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO


É a manobra mais clara que se pode instaurar para a redução dos traumatismos orofaciais.


É amplamente sugerida na literatura que aborda prevalência dessas lesões, mas mesmo assim, ainda é pouco instaurada. Aqui, falaremos da obrigatoriedade do uso de protetores bucais, mas temos óculos, capacetes, grades e entre outros.



No Brasil, até então, as confederações brasileiras que já instauraram a obrigatoriedade do uso de PB são a CBFA (Confederação Brasileira de Futebol Americano), CBTKD (Confederação Brasileira de Taekwondo), CABMMA (Confederação Brasileira de MMA), CBK (Confederação Brasileira de Karate), CBBoxe (Confederação Brasileira de Boxe).


Mesmo assim, mesmo quando instaurado, o regulamento nem sempre é o mesmo para todas as idades, sexo e categorias. Então, é preciso que se atente em todas as suas particularidades. Por exemplo, o uso de PB só é exigido no Muay Thai (CBMT) em menores de idade. Enquanto, no hóquei de grama e indoor (CBHG) apenas recomenda-se o seu uso.


Há modalidades que fazem recomendações para pacientes em tratamento ortodôntico com brackets, sobre as cores possíveis dos protetores, extensão e também espessuras.

SISTEMAS DE PONTUAÇÃO QUE AUMENTAM O RISCO AO TRAUMA


Para quem é familiarizado com o Karatê e o Taekwondo, sabem que estas modalidades funcionam com um sistema de pontuação para cada tipo de golpe desferido. Em ambas as lutas, a maior pontuação se dá em golpes que recaem sobre face, cabeça e pescoço. Portanto, são áreas visadas para o trauma.

REGRAS QUE LIMITAM MOVIMENTOS NOCIVOS

Essa é outra forma de proteger os atletas, não somente de traumatismos orofaciais, mas concussões cerebrais e evitar a associação de um caráter violento à prática. Essas regras geralmente causam algum tipo de penalidade ao atleta que realiza o movimento. Vale ressaltar que muitos desses regulamentos dependem da complacência dos árbitros e juízes na penalização e fiscalização!


No Squash, existe o “Let”, que permite repetir a jogada se existir algum risco de um atleta atingir o oponente com a bola ou a raquete. No hóquei (em todas as suas variações) as bolas aéreas e o taco acima da linha dos ombros são penalizados para evitar injúrias. Também, faltas contra a cabeça e pescoço no handebol são punidas com 2 minutos de exclusão.


Rapidamente, foi possível elencar algumas formas pelas quais o regulamento incide sobre os índices de traumatismos. A intenção desse artigo é fomentar o conhecimento desses regulamentos, incentivar o uso de dispositivos de proteção e destacar a atuação do profissional do esporte nesses espaços.


Lembrando que essa percepção não deve ser levada apenas ao esporte de elite. Como agentes de promoção de saúde, a implementação de regras de comportamento em ambientes de lazer, piscinas, campeonatos locais e práticas internas também são muito válidas. O importante é começar!


Se alguma modalidade que você conhece que já possui obrigatoriedade para protetores bucais no Brasil ou alguma outra regra que ache pertinente mencionar, por favor, inclua nos comentários! ☺


Referências

http://www.cbmuaythai.com.br/cf/extra.asp?offset=90&id=16#.XzFZQihKjIU

http://hoqueisobregrama.com.br/wp-content/uploads/2019/07/Regras-do-Ho%CC%81quei-2019-1.pdf


http://cbboxe.org.br/wp-content/uploads/2018/07/AIBA-Regras-T%C3%A9cnicas-Abril-2017-2.pdf


https://cbtkd.com.br/institucional/ver-documento?id=160


https://cbfabrasil.com.br/bfa/docs/livre_regras.pdf?time=1576769819


http://cabmma.org.br/wp-content/uploads/2019/08/Unified-Rules-MMA-updated-Aug-2019-1.pdf



PERSIC, R.; POHL, Y.; DENTAL, F. A. Dental squash injuries – a survey among players and coaches in Switzerland , Germany and France. p. 231–236, 2006.


BENSON, B. W. et al. Head and Neck Injuries Among Ice Hockey Players Wearing Full Face Shields vs Half Face Shields. v. 282, n. 24, p. 22–26, 1999.


ALJOHANI, Y. R. et al. Dental injuries in taekwondo athletes practicing in Saudi Arabia. v. 38, n. 11, p. 1143–1147, 2017.


BLACK, A. M. et al. Epidemiology of Facial Injuries in Sport. Clinics in Sports Medicine, v. 36, n. 2, p. 237–255, 2017. Disponível em: <http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0278591916301090>.



22 visualizações

Quer ficar por dentro das novidades?

Se cadastra aqui: 

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon

Balneário Camboriú - SC

(47) 9 9158 3050